terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Um Texto Iluminado

No vigésimo terceiro ano do reinado de  Zhao, Lao Tsu percebeu que a guerra terminaria destruindo o lugar onde vivia. Como havia passado anos meditando sobre a essência da vida, sabia que em certos momentos é preciso ser prático. Resolveu, pois, tomar a decisão mais simples: mudar-se.

Pegou seus poucos pertences e seguiu em direção a Han Keou. Na porta de saída  da cidade, encontrou um guarda.

- Onde está indo tão importante sábio? – perguntou o guarda.

- Para longe da guerra.

- Não pode partir assim. Eu gostaria muito de saber o que foi que aprendeu em tantos anos de meditação. Só o deixarei sair se dividir comigo o que sabe.

Apenas para livrar-se do guarda, Lao Tsu escreveu ali mesmo um pequeno livrinho, cuja única cópia lhe entregou. Depois, continuou sua viagem, e nunca mais se ouviu falar dele.

O texto de Lao Tsu foi copiado e recopiado, atravessou séculos, atravessou milênios, e chegou até o nosso tempo. Chama-se TÃO TE KING, está publicado em português por várias editoras e é uma leitura imperdível. Aqui vai uma de suas páginas:

Aquele que conhece os outros é sábio.
Aquele que conhece a si mesmo é iluminado.
Aquele que vence os outros é forte.
Aquele que vence a si mesmo é poderoso.
Aquele que conhece a alegria é rico.
Aquele que conserva seu caminho tem vontade.

Seja humilde, e permanecerás integro.
Curva-te, e permanecerás ereto.
Esvazia-te, e permanecerás pleno.
Gasta-te, e permanecerás novo.

O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
E, porque não está competindo, ninguém no mundo pode competir com ele.

-
Contos do Alquimista_ Paulo Coelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário