quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Todos os Vivos nascem e Morrem – mas a Vida é Imortal

-
Imperecível é o espírito da profundeza,
Como o seio profundo da maternidade.
Céus e terra radicam no seio da mãe.
São a origem de todos os vivos,
Que espontaneamente brotam da Vida.

Explicação: Lao-Tse, na sua vidência cósmica, enxerga o Universo com um abismo de ilimitadas potencialidades, de cuja essência Infinita brotam sem cessar as existências finitas. Todos os seres vivos, individuais surgem sempre de novo da Vida Universal, quando nascem; e regressam a esse mar imenso de Vida, quando deixam de ser indivíduos vivos – assim como as ondas do oceano nascem do seio das águas imensas e recaem a esse mesmo seio. O vivo nasce quando emerge da Vida, e morre quando mergulha novamente nessa Vida. A Vida é sem principio nem fim, mas os vivos tem principio e fim.

A célebre questão sobre “a origem da Vida”, tão discutida pelos cientistas, é uma questão absurda porque a Vida não tem origem, nem terá fim; somente os vivos tem principio e tem fim. Começar a existir como vivo é nascer, deixar de existir como vivo é morrer – mas o nascer e o morrer nada tem que ver com a Vida. A inexatidão da terminologia é causa de estéreis controvérsias.

A vida é.
Os vivos existem e des-existem.

-
Lao-Tse_Tao Te King

Nenhum comentário:

Postar um comentário