quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Confúcio e o Governo

Zizhang procurou Confúcio por toda a China. O país vivia um momento de grande convulsão social, e ele temia derramamento de sangue.

Encontrou o mestre junto de uma figueira, meditando.

- Mestre, precisamos urgentemente de sua presença no governo – disse Zizhang.
- Estamos à beira do caos.

Confúcio continuou meditando.

- Mestre, ensinaste que não podemos nos omitir -  continuou Zizhang. – Disseste que somos responsáveis pelo mundo.

- Estou rezando pelo país – respondeu Confúcio.
- Depois irei ajudar um homem na esquina. Fazendo o que está ao nosso alcance, beneficiamos a todos. Tentando apenas ter idéias para salvar o mundo, não ajudamos nem a nós mesmos. Existem mil maneiras de se fazer política; não é preciso ser parte do governo.

-
Contos do Alquimista_ Paulo Coelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário