quarta-feira, 17 de março de 2010

History Channel - Guerra climatica (HAARP)


History Channel - Guerra climatica (HAARP)
Parte1

-

Parte 2


-
Parte 3


-
Parte 4


-
Parte 5


-

Semeadura de nuvens e o desastre britânico

Logo após a Segunda Guerra Mundial (em inglês), o governo britânico ainda estava procurando maneiras de passar a perna nos inimigos militares.
Os Nazistas haviam chegado perto da destruição da Grã Bretanha e o Reino Unido havia desenvolvido um gosto pela preparação. O governo britânico procurava por uma vantagem nos céus.
A Real Força Aérea (RAF) começou a fazer experimentos com a semeadura. Ao impregnar as nuvens com as partículas necessárias para a criação de uma forte tempestade, os britânicos poderiam, com eficácia, frustrar os movimentos das tropas e, até mesmo, literalmente, destruir com a chuva os avanços do inimigo.
Entretanto, o projeto de semeadura de nuvens deu terrivelmente errado.

Não é que os experimentos com a semeadura de nuvens não tenham funcionado. Funcionaram bem demais.

Em 2001, a British Broadcasting Corporation (BBC) investigou rumores de que a RAF havia semeado as nuvens sobre a Inglaterra. Eles apareceram com relatos em primeira pessoa de alguns dos pilotos que estiveram envolvidos em uma missão ultra-secreta chamada de Operation Cumulus [Operação Cúmulo].
Durante esta operação em agosto de 1952, pilotos da RAF voaram sobre a linha das nuvens, deixando cair cargas de gelo seco, sal e - como os chineses usam hoje em dia - iodeto de prata.
Depois de apenas 30 minutos, a chuva começou a cair das nuvens infectadas. A princípio, os pilotos da RAF - chamados de fazedores de chuva pela imprensa - pelo que dizem, celebraram seu sucesso. Todavia, dentro de uma semana, teve início um dilúvio.
Por volta do final do mês, North Devon, uma área da Inglaterra próxima ao local do experimento com a semeadura de nuvens, vivenciou a quantidade de chuva multiplicada por 250 do normal [fonte: BBC (em inglês)].

Em 15 de agosto de 1952, o dia em que a chuva começou, uma quantidade estimada de 90 milhões de toneladas de água corria através da cidade de Lynmouth em apenas um dia [fonte: The Guardian].
Árvores inteiras foram arrancadas pelas raízes, formando acúmulos de água e permitindo que a maré dos dois rios com curso através de Lynmouth ficasse ainda mais forte. Grandes pedras foram carregadas pela corrente, destruindo edifícios e carregando residentes para dentro do mar. No total, 35 bretões perderam suas vidas naquele dia como resultado da chuva torrencial. O Ministro da Defesa da Grã Bretanha sustenta que o país não havia feito nenhum experimento com semeadura de nuvens antes do incidente de Lynmouth.

Projeto Haarp, finalidade: explorar e manipular o clima para ações em guerra até 2025. Portanto, aquecimento global, é uma inverdade, o que estamos vivenciando é, o experimento/uso do clima como armas de guerra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário