domingo, 10 de janeiro de 2010

NAMU MYÔHÔ RENGUE KYÔ_O SUTRA DO LÓTUS


_RECITAÇÃO DIÁRIA
_OFERECIMENTO DO INCENSO

1] Ao Deus Pai Todo Poderoso
2] Aos Budas e Entidades Benfazejas
3] Aos Deuses Tutelares desta Região
4] Ao Protetor desta Casa
5] A Todos os meus Antepassados
6] A Todos os Bons Espíritos da Terra
7] A Todos os Bons Espíritos conosco relacionados e não relacionados

_DIRECIONAR ORAÇÃO
Direciono esta oração a todos os meus antepassados, que eles alcancem a paz e a sabedoria iluminadora.
Que eu tenha força para passar minhas provações, e que, eu alcance a irreversível, suprema, perfeita e insuperável Iluminação.
Meus antepassados por favor ouçam esta oração.


_CUMPRIMENTO AOS MESTRES

Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô
1] Eu me dedico ao Universalmente honrado Shakamuni, benfeitor e Mestre eternamente Iluminado.
2] Namu Jinsei in Ho Gôkoku Seigui Kokuzô Daitoku Zenshi.
3] Namu Jinsei in Myôji Miroku Gôko Senkaku Daitoku Zennyô.
4] Namu Jinsei in Hoji Gôkoku Yoroku e i Toku Zenshi
5] Namu Jinsei in Myoon Gôkoku Kyojiroku Tôku Zennyô
6] Eu me dedico aos Seres Celestiais, meus protetores.
7] Eu me dedico aos Seres Celestiais protetores e a todos os antepassados.
8] Eu me dedico aos antepassados de todos os membros.
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô

_ SUTRA DO LÓTUS
Eu me dedico ao respeitável Buda do Oriente.
Esta recitação é protegida pelos budas do passado, do presente e do futuro; os maus pensamentos e demais forças maléficas não podem violá-la.
As opiniões errôneas e as eventualidades desde o nascimento até a morte não podem corrompê-la.
Namu Myôhô Rengue Kyô
Eu me dedico ao universalmente honrado Shakamuni, benfeitor e mestre eternamente iluminado.
Eu me dedico à Sagrada Torre do Buda Tesouros Imensuráveis que nos comprova o Sutra do Lótus, e a todo Buda existente nas Dez Direções.
Eu me dedico aos nyorais:
Luz do Sol e da Lua,
Brilho da Flor de Lótus,
Próprio Desenvolvimento,
Luz Radiante,
Símbolo da Fama,
Luz Dourada do Mundo Terrestre,
Fragrância do Sândalo Tâmara,
Grande Sabedoria Transcendental,
Esplendor do Ensinamento,
Esplendor Universal,
Rei da Sabedoria Profunda como o Oceano e Elevada como a Montanha, Sobre Flor de Lótus Ornada por Sete Tesouros.
Símbolo do Tesouro.
Rei dos Seres Celestiais,
Visto com Alegria por Todos,
Estandarte Irradiando Centenas de Milhares de Luzes,
Rei da Dignidade Irradiante,
Límpido Esplendor do Sol e do Luar e Pura Sabedoria como a Flor de Lótus e o Rei das Constelações; que além de nyorais são intitulados: dignos de oferenda e culto, completamente iluminados, perfeitos em conhecimento e ação, plenamente libertos, conhecedores do mundo, insuperáveis, condutores dos homens, instrutores dos seres celestiais e dos homens, budas e universalmente honrados.
Que todo o Universo possa se integrar ao Maravilhoso Ensinamento!
Eu me dedico ao Nitiren, Grande Bosatsu, o eminente precursor, sábio e amplo pregador do Sutra do Lótus; ao Bosatsu Prezador, benevolente e compassivo, pregador dos significados profundos.
Eu me dedico aos bosatsus:
Luz Magnífica,
Potencial Vasto como o Universo,
Excelência Universal,
Mondyuceri,
Rei do Medicamento,
Nobre Medicamento,
Miroku,
Doador Destemido,
Constante Diligência,
Som Magnífico
E Atento às Vozes do Mundo.
Eu me dedico:
Ao Grande Brahma, Soberano Celeste; ao Indra, Soberano celeste e à princesa do Soberano Dragão do Oceano.
Eu me dedico aos deuses tutelares desta região.
Eu me dedico a todos os grandes bostasus, seres celestiais e bons espíritos terrestres.
Namu Myôhô Rengue Kyô
Que eu possa superar meu coração e pensamentos desvairados. Que as faltas cometidas por mim, inadvertida e inconscientemente, dissolvam-se como o orvalho ao calor do sol matinal.
Que todos os budas e seres celestiais estejam comigo para me dispensar proteção.
Namu Myôhô Rengue Kyô

_TRANSFERÊNCIA DE MÉRITOS_
Que possam ser superadas as faltas cometidas, inadvertida e inconscientemente, bem como o coração e os pensamentos desvairados de meus ancestrais e de todos aqueles que estão inscritos no registro de nomes póstumos, de todos os espíritos cultuados no dia de hoje, de todos os espíritos relacionados com meus familiares e de todos os membros de minha família.
Lerei agora os Sagrados Sutras não com minhas forças, mas sim com a graça de todos aqueles desde os budas até os seres celestiais.
Que estes, ouvindo a leitura deste Sutra, façam despertar, em mim e em todos, o desejo de alcançar a Sabedoria Iluminadora!
Namu Myôhô Rengue Kyô

_SUTRA DO SIGNIFICADO IMENSURÁVEL_
Capítulo III – As Dez Virtudes
“ A Primeira Virtude”

Assim disse Buda:
“Ó filhos de boa intenção! A prática deste Sutra pode despertar: o desejo de alcançar a Sabedoria Iluminadora, nos bosatsus que ainda não a aspiram; a benevolência nos impiedosos; grande compaixão nos que tiram a vida de outros seres; o contentamento nos ciumentos; o desapego nos apegados; a caridade nos avarentos; a humildade nos arrogantes; a paciência nos coléricos; a perseverança nos indolentes; a aspiração à tranqüilidade através da meditação, nas pessoas de mente inquieta; a sabedoria nos ignorantes; o desejo de conduzir outros ao Caminho naqueles que ainda não o fazem; a vontade de praticar as Dez Ações Virtuosas naqueles que cometem as Dez Ações Maléficas; o desejo de almejar a constância imutável naqueles que estão apegados à fenômenos inconstantes; a determinação naqueles que facilmente se desencorajam; o desejo de se libertar das imperfeições naqueles que as possuem demasiadamente; e o desejo de eliminar as ilusões naqueles que são dominados pelas mesmas. Ó filhos de boa intenção! Esta é chamada a primeira virtude e o poder transcendental deste Sutra.”
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô


_SUTRA DO MÉTODO DA PRÁTICA PELA MEDITAÇÃO SOBRE O BOSATSU EXCELÊNCIA UNIVERSAl_

Se há ilusões no sentido da visão e os olhos estão impuros, maculados pelos distúrbios cármicos, recita com afinco o Sutra do Grande Veículo e medita sobre o real aspecto dos fenômenos. Isto é chamado extinção do mau carma através da purificação da visão. Quando o sentido da audição percebe sons confusos e discordes, destrói o princípio da harmonia. Isto faz a pessoa enlouquecer como um símio tolo. Recita com afinco o Sutra do Grande Veículo, meditando sobre a mutabilidade constante e interdependente da existência, sendo isto a vacuidade e a ausência de forma que é o Ensinamento.
Assim, extinguirás definitivamente todos os empecilhos cármicos e obterás audição transcendental, capaz de ouvir sons vindos das dez direções.
O sentido do olfato almeja variados odores, despertando o desejo para o contato. Esse olfato desordenado e iludido produz numerosas impurezas, devido à sua própria contaminação.
Se recitares o Sutra do Grande Veículo, contemplando a realidade última dos fenômenos, poderás livrar-te dessa contaminação por toda a eternidade.
O sentido do paladar provoca mau carma através de cinco tipos de palavra inadequada. Se desejares obter auto-controle pratica com afinco a compaixão e a benevolência; e pensando na genuína tranqüilidade do Ensinamento, liberta-te de todos os pré-julgamentos e falsas distinções.
O sentido mental é semelhante a um símio inquieto que nem por um instante conhece a imobilidade. Se quiseres dominá-lo, recita com afinco o Sutra do Grande Veículo, meditando sobre o grande corpo iluminado dos budas, sobre seu poder, sua impavidez e outras habilidades.
O corpo é a base das forças motrizes. Os sentidos,comparáveis a seis rebeldes, vagueiam desimpedidamente em seu interior, semelhantes à poeira que é levada pelo vento. Se quiseres te libertar desta condição negativa e manter tua mente tranqüila e livre, permanecendo sempre na cidadela de Nirvana, recita com afinco o Sutra do Grande Veículo e pensa naquilo que origina os bosatsus.
As inumeráveis habilidades perfeitas serão obtidas através da meditação sobre o real aspecto dos fenômenos. Estes são denominados os seis sentidos.
O oceano de todos os empecilhos cármicos é criado por percepções ilusórias. Se realmente quiseres purificá-los, senta-te em meditação e pensa no real aspecto dos fenômenos.
Então, todos os empecilhos cármicos se dissolverão à luz da sabedoria, tal como o orvalho que se dissolve ao sol da manhã.
Por isso, deves praticar com afinco a purificação dos seis sentidos.
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô


_O SUTRA DO LÓTUS_
Capítulo II – Das Habilidades

Nessa hora, o universalmente honrado Shakamuni saiu calmamente de seu estado de meditação e, dirigindo-se a Sharihotsu, disse:
“A sabedoria dos budas é profunda e imensurável. O portão da sabedoria é difícil de ser compreendido e franqueado; nenhum dos que ouvem o Ensinamento sem aspirar a Iluminação, nem os que o buscam com fins egoísticos, conseguem alcançá-lo.
Por quê?
Porque os budas, outrora, aproximaram-se de incontáveis miríades de outros budas; praticaram todos os ensinamentos dos inumeráveis budas; esforçaram-se com perseverança e coragem; fizeram com que seus nomes se tornassem universalmente conhecidos; assimilaram o profundo e incomparável Ensinamento, sendo a intenção dos budas difícil de ser compreendida, pois o Ensinamento é pregado de acordo com as circunstâncias.
Ó Sharihotsu!
Desde que atingi a Realização Búdica, tenho pregado através de inúmeros exemplos e alegorias; tenho empregado incontáveis habilidade para orientar os seres viventes, libertando-os de seus apegos.
Por quê?
Porque os budas já alcançaram o perfeito domínio das habilidades, da sabedoria e da perspicácia.
Ó Sharihotsu!
A sabedoria e a perspicácia dos budas são vastas, profundas, imensuráveis e sem impedimentos.
Eles tem poder, audácia, capacidade de concentrar-se, libertar-se e entrar em estado de meditação, os quais são profundos e infinitos, e alcançaram plenamente este Ensinamento sem precedentes.
Ó Sharihotsu!
Os budas possuem excelente discernimento, pregam o Ensinamento de maneira hábil, emitem palavras suaves e alegram o coração dos seres viventes.
Ó Sharihotsu!
Em suma, os budas assimilaram este Ensinamento imensurável, infinito e sem precedentes.
Vou me deter, Sharihotsu! Não devo continuar a pregar!
Por quê?
Porque a realização alcançada pelos budas é o Ensinamento único e incomparável, infinito e sem precedentes.
Apenas os budas podem conhecer plenamente o real aspecto dos fenômenos: como são suas características, sua natureza, sua substância, seu potencial, sua função, suas causas, seu condicionamento, seus efeitos, suas conseqüências e, em sua essência, cada um é a mesma unidade.”
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô


_ O SUTRA DO LÓTUS _
Capítulo XII – Daibadatta

Disse o Buda aos monges:
“Se no futuro, homens e mulheres de boa intenção, ouvirem este capítulo sobre Daibadatta do Sutra do Lótus; se nele crerem com fé respeitosa, pura e isenta de dúvidas, não cairão nos infernos, no mundo dos espíritos famintos ou na condição animal.
Nascerão na presença dos budas das dez direções, em local onde ouvirão constantemente este Sutra.
Se nascerem nos mundos celestiais ou no mundo dos seres humanos, desfrutarão de perfeita e inefável felicidade; se diante dos budas, surgirão espontaneamente, dentro de flores de lótus.
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô


_O SUTRA DO LÓTUS_
Capítulo XVI
A Duração da Vida do Nyorai

Desde que alcancei a condição de Buda, passaram-se incontáveis miríades de ciclos cósmicos.
Durante esses ciclos cósmicos, tenho pregado constantemente o Ensinamento, instruindo incontáveis miríades de seres viventes, inspirando-os a ingressarem no Caminho de Buda.
Como um dos meios para ingressá-los, tenho lhes mostrado minha extinção.
Mas na realidade sempre aqui permaneço pregando o Ensinamento.
Embora eu esteja próximo aos seres viventes, com meus poderes transcendentais, eu os impeço de me verem.
Os seres, assistindo minha extinção, cultuam minhas relíquias e, tomados de saudade, anseiam avidamente por mim.
Quando os seres se tornam sinceros, maleáveis e receptivos, em seu desejo de encontrar o Buda, não hesitam em arriscar seu corpo e sua vida. Nessa hora, em companhia de monges, manifesto-me no Pico dos Abutres.
E dirijo-me aos seres, dizendo-lhes:
“Permaneço sempre aqui, sem me extinguir; mas como possuo o poder das habilidades, mostro-lhes tanto a extinção como a não extinção.
Também em outras localidades, se houverem seres que me respeitem e sigam, entre eles prego o Ensinamento Supremo.”
Não tendo percebido isto, vós apenas pensais que eu me extingüí.
Vejo os seres viventes imersos no mar do sofrimento. Então, não manifesto minha forma para que se tornem ávidos por mim.
Quando os vejo ansiosos por mim, manifesto-me e lhes prego o Ensinamento.
Tais são os meus poderes transcendentais.
Durante incontáveis ciclos cósmicos, tenho permanecido no Pico dos Abutres e outros lugares.
Mesmo quando este ciclo de vida chegar ao fim e os seres viventes sentirem-se envoltos pelas chamas, essa minha terra permanecerá segura e tranqüila, repleta de seres celestiais e humanos.
Nela há bosques e jardins, palácios e torres, tudo ornado com variadas jóias; numerosas são as árvores ornadas de jóias e repletas de flores e frutos; ali os seres se entregam à alegria e ao prazer.
Os seres celestiais tocam tambores produzindo constantemente variadas melodias e fazem cair chuvas de flores mandarava sobre Buda e a multidão dos seres.
Minha terra pura jamais é devastada, mas os seres viventes vêem-na como se estivesse sendo destruída pelo fogo e repleta de aflição, terror e sofrimento.
Estes seres errantes, arrastados por suas causas negativas, vivem imensuráveis ciclos cósmicos sem poderem ouvir o nome das Três Jóias.
Os seres receptivos e honestos, que cultivam as virtudes, sempre vêem que aqui estou pregando o Ensinamento.
Então, ensino-lhes que a vida do Buda é imensurável.
Para aqueles que, após longo tempo finalmente contemplam o Buda, digo que Buda é difícil de ser encontrado.
Tal é o poder de minha sabedoria.
O brilho desta sapiência atinge imensuráveis distâncias e a minha vida se estende por incontáveis ciclos cósmicos. Isso foi alcançado após um longo tempo de prática.
Vós, que deveis possuir sabedoria, não vos deixeis levar pela dúvida.
Ela deve ser eliminada para sempre, pois as palavras de Buda não são vãs; são verdadeiras.
São como as palavras de um médico hábil, que visando curar seus filhos desvairados, mandou dizer-lhes que morrera embora continuasse vivo. Ninguém diria ser ele um mentiroso. Da mesma forma, sou o pai do mundo que elimina todos os sofrimentos. Estando os seres confusos, digo-lhes que me extingüirei, embora na realidade eu viva para sempre. Se os seres sempre me pudessem contemplar, tornariam-se arrogantes, negligentes e apegados a vários desejos, terminando por cair nos caminhos do mal.
Eu sempre sei quais os seres que praticam ou não o Caminho; assim, prego-lhes o Ensinamento de várias formas, de acordo com o que é necessário para salvá-los.
Sempre tenho o seguinte pensamento:
“Como fazer os seres viventes penetrarem no Caminho Supremo e alcançarem rapidamente a condição de budas?”
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô


_O SUTRA DO LÓTUS
Capítulo XX – O Bosatsu Prezador

Houve um Buda em tempos passados, cujo nome era Rei da Dignidade Irradiante.
Imensuráveis eram as suas forças transcendentais; a todos ele guiava e orientava; seres celestiais, homens e nagas o reverenciavam.
Depois de sua extinção, quando o Ensinamento estava a ponto de se findar houve um bosatsu de nome Prezador. Nessa época, monges e monjas, leigos e leigas, mostravam-se apegados à sua própria interpretação dos ensinamentos recebidos.
O Bosatsu Prezador procurou-os por várias vezes e lhes dirigiu a palavra:
“Eu jamais vos demonstrarei desprezo! Praticais o Caminho, pois assim todos vós sereis Buda um dia.”
Ouvindo-os, as pessoas demonstraram desprezo e zombaria, mas ele a tudo suportou com paciência. Ao se aproximar o momento de sua morte, já superados os seus erros passados, ele foi capaz de ouvir este Sutra e os seus seis sentidos foram purificados.
Através de sua força transcendental prolongou a sua vida, e a partir de então pregou amplamente este Sutra, novamente em benefício de todos.
Todos aqueles que estavam apegados à sua própria interpretação dos ensinamentos recebidos, sendo orientados por este Bosatsu, conseguiram permanecer no Caminho de Buda.
Após findar a sua vida, encontrou ele incontáveis budas.
Através da pregação deste Sutra, obeteve ele felicidade imensurável; gradualmente, tornou-se possuidor de todas as virtudes e rapidamente alcançou o Caminho de Buda para percorrê-lo. O Bosatsu daquele tempo não é outro senão eu.
Aqueles monges e monjas, leigos e leigas que o ouviram proclamar que um dia se tornariam budas, graças a isso, encontraram inumeráveis budas.
Estas pessoas que estão reunidas diante de mim nesta Assembléia, para ouvirem a pregação do Ensinamento,não são outras senão os quinhentos bosatsus, mais os monges e monjas, leigos e leigas de crença pura.
Nas vidas anteriores instrui essas pessoas a ouvirem e aceitarem este Sutra, o qual é a realidade última. Esclareci e transmiti a outras pessoas, fazendo-as fixarem-se no Nirvana.
Por muitas existências, assim foi conservado este Sutra.
Somente após decorridos incontáveis miríades de ciclos cósmicos, um tempo inconcebível, foi possível ouvir este Sutra do Lótus.
Somente após decorridos incontáveis miríades de ciclos cósmicos, um tempo inconcebível, os veneráveis budas pregam este Sutra.
Por isso, os praticantes que ouvem a pregação deste Sutra, depois da morte de Buda, não devem ter dúvidas sobre o Sutra. Devem pregá-lo amplamente, de todo o coração, para em suas sucessivas existências, encontrarem os budas e rapidamente alcançarem o Caminho de Buda e percorrê-lo.
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô

_O SUTRA DO LÓTUS_
Capítulo XXI
O Poder Transcendental do Nyorai

Os budas, inspiradores do mundo, fundamentados em seu grande poder transcendental, manifestam este poder imensurável com o objetivo de alegrar os seres viventes.
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô

_O SUTRA DO LÓTUS_
Capítulo XXIII
Antigos Relatos do Bosatsu Rei do Medicamento

Ó Flor do Rei das Constelações! A prática deste Sutra pode salvar, com perfeição, todos os seres viventes.
A prática deste Sutra pode libertar, com perfeição, todos os seres viventes do sofrimento.
A prática deste Sutra pode beneficiar, perfeita e generosamente, todos os seres viventes; proporcionar-lhes plena realização de suas aspirações.
Ó Flor do Rei das Constelações!
Deves com teus poderes transcendentais, proteger este Sutra.
Por quê?
Porque a prática deste Sutra representa um excelente remédio para os males das pessoas e do mundo terrestre.
Se uma pessoa doente ouvir este Sutra, sua doença se extinguirá e ela alcançará a juventude eterna e a imortalidade.
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô

_O SUTRA DO LÓTUS_
Capítulo XXV
A Universalidade do Bosatsu Atento às Vozes do Mundo

Quando os seres viventes estão envoltos pelos males, quando incontáveis sofrimentos os ameaçam, o maravilhoso poder da sabedoria do Bosatsu Atento às Vozes do Mundo pode salvar plenamente o mundo de seus sofrimentos.
Por possuir forças transcendentais e utilizar amplamente as habilidades de sua sabedoria, em nenhum dos mundos que se estendem pelas dez direções, deixa ele de manifestar sua presença.
Ele eliminará, gradualmente, todos os sofrimentos: daqueles que estão nos infernos, no mundo dos espíritos famintos e no mundo dos animais; bem como do nascimento, da velhice, da doença e da morte.
Como ele compreende o mundo através da Verdade, da Pureza, da vasta Sabedoria, compaixão e benevolência, a ele sempre devemos recorrer e venerar.
Ele é um raio de luz puro, sem mácula; um sol de sabedoria que rasga as trevas; uma chama que resiste ao vento das calamidades e ilumina amplamente o mundo.
Sua vontade, cuja essência é a compaixão, é semelhante ao ribombar do trovão. Seu espírito benevolente é semelhante a uma grande nuvem maravilhosa, que faz chover o Néctar do Ensinamento e apaga a chama das paixões.
Se um conflito te levar ao tribunal ou se estiveres no meio de uma batalha, invoca o poder do Bosatsu Atento às Vozes do Mundo, que todos os teus inimigos se dispersarão.
Possui ele uma voz maravilhosa, uma voz que contempla o mundo, a voz do Absoluto, a voz do Oceano, a voz superior a tudo que existe no mundo.
Por isso, ele deve ser plenamente lembrado.
Não deves ter dúvidas nem por um instante.
O Bosatsu Atento às Vozes do Mundo, que possui a sabedoria pura, oferece apoio eficaz contra o sofrimento e a morte.
Possui ele todas as virtudes; com seu olhar benevolente contempla todos os seres e o oceano de suas virtudes é imensurável.
Por isso, ele deve ser reverenciado.
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô

_O SUTRA DO LÓTUS_
Capítulo XXVIII
O Encorajamento pelo Bosatsu Excelência Universal

Ó Bosatsu Excelência Universal!
As pessoas que no futuro aceitarem e recitarem este Sutra, estarão livres da cobiça a roupas, móveis, alimentos e bens.
Suas aspirações não permanecerão sem atendimento. Ainda em suas vidas terrenas obterão felizes recompensas. Se alguém as desprezar e insultar dizendo que são pessoas loucas, que se entregam à práticas inúteis que não terão nenhum resultado, como conseqüência dessa falta, poderá se tornar incapaz de ver a luz da esperança no futuro.
Se alguém as respeitar e louvar, ainda na vida terrena, obterá recompensas concretas.
Se alguém, vendo os fiéis praticantes deste Sutra, criticá-los maldosamente sobre suas faltas, verdadeiras ou falsas, ainda na vida terrena contrairá moléstia incurável.
Se alguém deles zombar, no futuro, terá aspecto físico desagradável e toda a espécie de moléstias maléficas.
Por isso, ó Bosatsu Excelência Universal, se vires alguém que pratica este Sutra, mesmo que estejas distante, deves te levantar e demonstrar respeito, como quem reverencia um Buda.

_SUTRA DO MÉTODO DA PRÁTICA PELA MEDITAÇÃO SOBRE O BOSATSU EXCELÊNCIA UNIVERSAL_
Se reis, ministros, sacerdotes, leigos, homens de negócios e demais pessoas buscarem, exclusivamente, a satisfação de seus desejos, se dedicarem à prática das Cinco Ações Destrutivas, se falarem mal dos Sutras do Grande Veículo e se cometerem as Dez Ações Maléficas, como conseqüência destes atos, cairão nos caminhos de sofrimentos piores, mais rapidamente do que o desencadear de uma tempestade. Certamente, serão precipitados no mais agonizante inferno.
Aqueles que desejarem superar tais empecilhos cármicos, deverão manifestar vergonha, purificar seus espíritos e corrigir suas condutas.
Buda disse:
“Em que consiste a purificação dos poderosos e dos patriarcas?
A purificação dos poderosos e dos patriarcas consiste em manter a mente em estado de retidão, não falar mal das Três Jóias, não perturbar os monges e não cometer más ações contra os homens puros.
Além disso, devem praticar plenamente os seis elementos essenciais para a meditação; servir, cultuar e respeitar os mantenedores do Grande Veículo.
É preciso também, ser consciente da profundeza da doutrina do Sutra, da vacuidade e do principio da mutabilidade constante e interdependente da existência.
Aqueles que fizerem tais práticas, serão considerados realizadores do primeiro tipo de purificação dos poderosos e dos patriarcas.
O segundo tipo de purificação consiste em honrar pai e mãe e reverenciar os mestres.
Aqueles que assim fizerem, serão considerados realizadores do segundo tipo de purificação.
O terceiro tipo de purificação consiste em manter o país através da Lei Correta não deixando o povo.
Este é o terceiro tipo de purificação.
O quarto tipo de purificação consiste em emitir uma ordem proibindo qualquer matança de seres vivos, em seus domínios, nos seis dias mensais de abstinência.
Aqueles que assim fizerem, serão considerados realizadores do quarto tipo de purificação.
O quinto tipo de purificação consiste em crer profundamente no princípio de Causa e Efeito, em crer no Caminho da Realidade Única e em estar consciente de que o Buda jamais se extingue.
Esta é a prática do quinto tipo de purificação.”
Disse o Buda a Anan:
“Se no mundo futuro houver alguém que pratique essas purificações, qualquer que seja sua posição na vida, deves saber que ele envergará as vestes da humildade, será protegido pelos budas e atingirá em breve a suprema, perfeita e insuperável Iluminação.”
Quando Buda pronunciou estas palavras, dez mil seres celestiais alcançaram a pura visão do Ensinamento. O Bosatsu Miroku e os demais grandes bosatsus, bem como Anan, ao ouvirem as palavras de Buda foram tomados de grande alegria e as obedeceram,
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô

_RESOLUÇÃO DA PRÁTICA_
Os Sutras do Grande Veículo que acabo de recitar, contém a Grande Compaixão e a Grande Benevolência e são o potencial do Ensinamento.
Seus princípios escritos são verdadeiros e corretos, sagrados e insuperáveis.
Eu me dedico ao respeitável Buda do Oriente.
Esta recitação é protegida pelos Budas do passado, do presente e do futuro; os maus pensamentos e demais forças maléficas não podem violá-la.
As opiniões errôneas e as eventualidades desde o nascimento até a morte não podem corrompê-la.
Eu me dedico ao universalmente honrado Shakamuni, à Sagrada Torre do Buda Tesouros Imensuráveis, a todo Buda existente nas dez direções, ao eminente precursor Nitiren, Grande Bosatsu; ao Bosatsu Prezador, benevolente e compassivo, pregador dos significados profundos;
Ao Bosatsu Luz Magnífica,
Ao Bosatsu Potencial Vasto como o Universo,
E ao Bosatsu Miroku.
Eu me dedico a todos os grandes bosatsus, seres celestiais e bons espíritos terrestres.
Que através da força da virtude decorrente desta leitura, todos vós que acabo de invocar, com a água do Ensinamento da visão da sabedoria, possam limpar e purificar os empecilhos cármicos dos seis sentidos de toda minha família.
Que sejam compassivos e nos dispensem proteção!
E após a minha morte, mesmo que eu seja submetido a sofrimentos imensuráveis, jamais insultarei o correto e profundo Ensinamento dos budas.
Os budas e os nyorais são nossos pais misericordiosos.
Através deste relacionamento e do poder desta virtude, que me seja transmitido o Ensinamento do Grande Veículo e eu alcance a suprema, perfeita e insuperável Iluminação.
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô


Ó Grande Bosatsu Potencial Vasto como o Universo!
Nós pregamos amplamente o “Lótus do Maravilhoso Ensinamento”, que é a instrução aos bosatsus e o estimado saber dos budas.

Que esta virtude seja alcançada universalmente e possamos nós, e todos os seres viventes, seguir o caminho de Buda.
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô
Namu Myôhô Rengue Kyô


_MYÔHÔURENGUEKYÔ _DARANI HON DAI NIJYUROKU_
[Recite mais de três vezes]
Ani Mani Mane Mamane Shire Sharite Shamya Shabi Tai Sen Te Mokute Mokutabi Shabi Aishabi Soubi Shabi Shae Ashae Aguini Sente Shabi Darani Arokyabasai Hashabishani Nebite Abenta Ranebite Atandarareshudai Ukure Mukure Arare Harare Shukyashi Asamasambi Boddabikiriditte Darumaharishi Te Souguiyanekushane Bashabashashudai Mantara Mantara Shayata Urota Utotakyôsharya Ashara Ashayataya Abaro Amanya Nataya Zare Makazare Utsuki Motsuki Are Arahate Nerete Neretahate Iti Ni Itini Shitini Neretini Neritihati Ari Nari Tonari Anaro Nabi Kunabi Akyane Kyane Kuri Kendari Sendari Matougui Jyôguri Buroshani Atti Idebi Idebim Idebi Adebi Idebi Debi Debi Debi Debi Debi Loke Loke Loke Loke Take Take Take Toke Toke.
_
[Recite uma vez]
Mushiro waga joube no eu ni noboru tomo hossi o nayamassu koto nakare.
Moshi wa yasha, moshi wa rasetsu, moshi wa gaki, moshi wa futanna, moshi wa kissha, moshi wa bidara, moshi wa kenda, moshi wa umaroguiya, moshi wa abatsumara, moshi wa yashakissha, moshi wa ninkissha, moshia wa netsubyô, seshimuru koto, moshi wa iti-niti, moshi wa niniti, moshi wa san-niti, oshi wa shi-niti, naishi-shitiniti, moshi wa tsune ni netsubyô seshimem.
Moshi wa nanguiyô, moshi wa nyoguiyô, moshi wa dounanguiyô, moshi wa dounyoguiyô, naishi yume no naka nimo mata mata nayamassu koto nakare. Sunawati butsuzen ni oite gue o toite mousaku. Moshi waga jyu ni jyunzezu shte, seppoujya o noiram seba, koube warete shitibum ni naru koto, arijyu no eda no gotoku naram. Bumo o shii suru tsumi no gotoku, mata abura o ossu tsumi, toushô o motte hito o gooushi jyôdatsu ga hassouzai no gotoku, kono hossi o okassam mono wa, massa ni kaku no gotoki tsumi o ubesh.
Namumyôhôurenguekyô

_MYÔHÔURENGUEKYÔ_FUGUEN BOSATSU KAMBOTSU HON DAI NIJYUHATI_DARANI
[Recite mais de três vezes]
Atandai Tandahadai Tandahate Tandakushare Tandashudare Shudare Shudara Hati Boddahassenne Saruba Darani. Abatani Sabubabash Abatabi Shuabatani Souguiyahabishani Souguiyane Kyadani Asougui Souguiya Haguiyadai Tereadasou Guiyatorya Arate. Harate Sarubasouguiya. Sanmmaji. Kyarandai Sarubadaruma. Shuharisette Sarubasatta. Ruda Kyôsharya. Atoguiyadai Shinnabikiridaite.
Namumyôhôurenguekyô


_

_


AS QUATRO NOBRES VERDADES DO BUDA_
A coluna dorsal dos ensinamentos do Buda é o conjunto das “Quatro Nobres Verdades”.

São elas:
1_A vida é sofrimento;
2_A causa do sofrimento é o desejo;
3_ Para se eliminar o sofrimento, deve-se eliminar o desejo;
4_ O modo de se eliminar o desejo está esboçado na “Óctupla Senda”.

Aqui estão os passos da Óctupla Senda. [É importante lembrar que a senda pode ser subdividida de muitos modos]

1]_Reta[perfeita] compreensão: Trata-se da consciência não-desenvolvida que ao menos enxerga sua imperfeição, ou seja, tem consciência do sofrimento e da possibilidade de sua eliminação.

2]_Reto[perfeito] pensar:Tendo reconhecido o sofrimento e o modo de eliminá-lo, decide-se o indivíduo a buscas a iluminação, a libertação, o despertar interior.

3]_Reto[perfeito] falar: Aquele que se encontra na senda ajusta seu falar à nova maneira de pensar. Isto implica o uso de palavras que expressem a verdade, que não magoem que sejam amáveis.

4]_Reta[perfeita] ação: As atividades exteriores do indivíduo precisam também ser harmonizadas com a nova orientação. A prática de autocontrole fortalece a mente, abrindo caminho para disciplinas superiores.

5]_Reto[perfeito] meio de vida: O trabalho a que se dedica o buscador não pode ser direta ou indiretamente contrário ao objetivo espiritual, isto é, não pode trazer prejuízos a outros, ou desviá-los da busca da iluminação.

6]_Rto[perfeito] esforço: O buscador deve ter a determinação de perseverar e progredir ao longa da senda; do contrário, os obstáculos serão muito difíceis de ser superados.

7]_Reta[perfeita] atenção ou concentração: O cultivo da serenidade e da plenitude mental, ou seja, da plena atenção no que se está sentindo e fazendo, ao invés de se deixar a mente vagueando ou sonhando acordada, etc.

8]_Reta[perfeita] meditação: Controle da mente pela concentração e a expansão da consciência.


Nenhum comentário:

Postar um comentário